Resguardo, puerpério ou quarentena
Blog

Resguardo Sem Mistério | Sua dúvida pode estar aqui

O resguardo é um período marcado por mudanças físicas e emocionais.

O bebê finalmente chegou e se tornou a alegria da casa. Todos querem pegar e bajular o novo integrante da família, enquanto a mãe precisa se recuperando de um longo período de gestação. Esse período de recuperação pós-parto, recomendado pelos médicos é chamado de puerpério, quarentena, resguardo.

Leia também: Salário-Maternidade Para Mães Desempregadas? Sim, você pode ter direito! Saiba+

Quanto tempo dura o resguardo?

No puerpério é recomendado um período de 42 dias a 8 semanas após o parto para que o corpo da mulher retorne à forma anterior à gestação. A exceção são as mamas, que, devido à amamentação, atingem seu desenvolvimento completo e não voltam a como eram antes da gravidez.

Durante o resguardo, os órgãos que se adequaram ao crescimento do bebê no útero retornam aos locais e tamanhos de origem.

Resguardo, puerpério ou quarentena

Independente do nome escolhido, o período de recuperação é dividida em alguns estágios:

  • Imediata: inicia-se logo que a placenta sai do corpo, tendo uma duração de, aproximadamente, 2 horas.
  • Mediato: começa no momento em que se encerra a fase imediata e dura até o 10º dia após o parto. O útero vai aos poucos retornando ao seu tamanho original.
  • Tardio: tem início no 10º dia após o parto e vai até o 45º dia.
  • Remoto: inicia-se no 45º dia após o nascimento e vai até o próximo período fértil da mulher.

Relações do Resguardo

Uma dúvida muito comum para os casais neste momento é: “posso ter relações no resguardo?” ou “com quantos dias posso ter relação depois do parto?”

Independente de o bebê ter nascido através de parto normal ou cesariana, o tempo a permanecer sem relações após a gravidez deve ser imprescindivelmente respeitado, ou seja, durante todo o resguardo.

O principal motivo dessa espera é porque, como já foi mencionado, este é o tempo que o útero demora para recuperar-se e voltar ao tamanho normal. Após parto, o útero vira uma ferida aberta, e este também é o tempo necessário para a cicatrização do órgão.

Portanto, caso a mulher tenha relação antes de terminar o resguardo, corre o risco de adquirir um grave quadro infeccioso.

Após o parto, o útero e a placenta têm centenas de vasos sanguíneos abertos, o que as tornam canais diretos para a entrada de bactérias na corrente sanguínea. Deste modo, o pênis tende age como um condutor destas bactérias.

A mais comum entre estes processos infecciosos é a endometrite, uma infecção gravíssima que pode até levar à perda do útero, ou pior: ao óbito por infecção generalizada. Portanto, enquanto o ter relações na gravidez normalmente está liberado, após o nascimento do bebê o casal precisa esperar um pouco.

Posso engravidar no puerpério?

De acordo com os médicos, mulheres que amamentam somente no peito durante o resguardo têm chance quase nula de engravidar. Isso porque o útero ainda não está preparado para outra gestação, e os hormônios estão desregulados. Porém, se a chance é "quase" nula, o risco ainda existe. Muitas mulheres engravidam nesse período. Por esse motivo, antes de retomar a vida sexual, a mulher deve discutir com seu médico sobre um método contraceptivo.

Posso fazer serviços domésticos no pós-parto?

Durante o resguardo, a mulher deve evitar esforços, dedicando-se apenas a sua saúde, à amamentação e aos cuidados com o bebê. Por isso, é importante que tenha ajuda em casa, não apenas no que diz respeito aos serviços domésticos (como cozinhar, lavar, passar, limpar), mas também para ajudar a cuidar do bebê enquanto descansa.

Resguardo Quebrado

O resguardo quebrado é um dos maiores problemas da recuperação da mulher no pós-parto. Acontece normalmente quando as mães não seguem a recomendação médica e têm relações durante esse período. Quando isso acontece, podem ocorrer infecções tanto nas mulheres quanto nos homens.

Quais os sintomas de resguardo quebrado?

Independente se o parto foi normal ou cesáreo, é importante manter o resguardo. O corpo da mulher passa por diversas mudanças ao longo da gestação. Ele precisa de tempo para se recuperar da gravidez e do parto. Durante essa recuperação a mulher está muito fragilizada.

Caso haja a penetração vaginal dentro do período não recomendado, deve-se observar a apresentação de sintomas como: mal-cheiro na vagina, corrimento vaginal, sangramento ou aumento da dor na região púbica. Na presença desses sintomas deve-se ir ao médico, ginecologista ou obstetra para ser observação e, se necessário, indicação da medicação adequada.

Salário Maternidade Resguardo

Recomendações para a Recuperação Pós Parto

Para ajudar na recuperação do corpo depois do parto é indicado que a mulher tenha uma alimentação saudável, com alimentos ricos em proteína, como ovos, carne e peixe, e alimentos ricos em ferro, como feijão e beterraba. Essa dieta é importante para ajudar na cicatrização dos tecidos e no fortalecimento do sangue.

Fazer exercícios regularmente, de forma leve à moderada também é indicado, mas deve-se evitar fazer muitos esforços e trabalhos braçais, pelo menos, nos primeiros 15 dias. E para evitar uma nova gravidez indesejada deve-se usar métodos contraceptivos a partir de 8 dias após o parto.

Ainda tem alguma outro dúvida sobre resguardo? Deixe nos comentários! Gostou do post? Clique aqui para nos acompanhar no instagram.

Você também pode gostar...

Deixe seu comentário